Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Vale do Loire homenageia Leonardo da Vinci

16/01/2019

O interesse por Arte, Ciência, História e tantas outras áreas do conhecimento se torna ainda mais prazeroso quando relacionado a viagens. Alguns destinos são berços culturais, outros donos de inúmeros museus ou, ainda, de ruas que exibem diversos estilos arquitetônicos. Os motivos que tornam certos lugares verdadeiras escolas são muitos. Pensando nisso, a região francesa do Vale do Loire está empenhada em preservar a sua identidade baseada em seu patrimônio e riqueza culturais – e certamente é um destino capaz de proporcionar muito conhecimento a quem tem o privilégio de passear entre seus inúmeros castelos, vinhedos e vilas charmosas.

Um dos grandes responsáveis pela relação entre o Vale do Loire e áreas como Arte, Ciência e História é Leonardo da Vinci. Nome fundamental do Renascimento, Da Vinci passou seus últimos dias no Castelo dos Clos Lucé e ajudou a tornar a região o berço do Renascimento na França. Um dos principais responsáveis pela sua ida ao país vizinho foi Francisco I, Rei da França entre 1515 e 1547. O Renascimento foi um movimento artístico que aconteceu, aproximadamente, entre os séculos 14 e 16, e que reuniu novas ideias relacionadas à Arte e Ciência daquela época – muitas delas de Leonardo da Vinci.

2019 marca o ano em que se completa 500 anos da morte do gênio italiano. Marca também uma série de novos eventos no Vale do Loire, dedicados à memória do artista. Serão mais de 500! A ideia é criar um movimento popular e ao mesmo tempo artístico e científico com uma programação variada, que aborde temas relacionados ao Renascimento e Leonardo da Vinci, como arquitetura, artesanato, gastronomia, ciência e mudanças tecnológicas. Entre tantas atrações, separamos alguns highlights.

O Castelo Real de Blois, que realizará a exposição "Children of the Renaissance", a primeira a abordar o universo infantil do final do século 15 e início do século 17
Exposição da tapeçaria de “A Última Ceia”
6 junho a 8 setembro
Castelo dos Clos Lucé
Entre os dias 6 de junho e 8 de setembro, o Castelo dos Clos Lucé, em Amboise, exibirá a tapeçaria de “A Última Ceia”, da famosa pintura de Leonardo da Vinci. Ela foi tecida em Flandres, região norte da Bélgica, por conta de uma encomenda de Louise de Savoy, duquesa da França, para seu filho, o rei Francisco I. Posteriormente, Francisco I ofereceria a peça ao papa Clemente VII, graças ao casamento entre seu filho, Henrique II, e a sobrinha do papa, Catherine de Médicis. Desde o século 16, será a primeira exposição da obra fora da Pinacoteca dos Museus do Vaticano, onde permaneceu exposta desde então. A peça tem 6,5 metros de altura e 9 metros de comprimento e estará ao lado de cerca de 30 obras de diferentes museus e da própria coleção do Castelo dos Clos Lucé. Curiosidade: 2019 marca, também, 500 anos do nascimento de Catherine de Médicis.

Exposição “Children of the Renaissance"
18 maio a 1° setembro
Castelo Real de Blois

Há 500 anos atrás, o que as crianças comiam? Como as rainhas davam à luz? Os pequenos brincavam ou ouviam muito sobre boas maneiras? A exposição “Children of the Renaissance”, que acontecerá no Castelo Real de Blois, pretende responder a perguntas como estas. A exposição abordará, pela primeira vez, o universo infantil do final do século 15 e início do século 17  e será dividida em três partes: nascimento e primeira infância; o universo infantil; e educação e crianças no Tribunal da França. Serão mais de 150 obras emprestadas de locais icônicos como o Museu do Louvre, o Palácio de Veralhes, o Museu de l'Armée e a Biblioteca Nacional da França.
O Domínio de Chaumont-sur-Loire, que exibirá a sala batizada como Catherine de Médicis totalmente restaurada

Histopad Amboise 
A partir de fevereiro
Castelo Real de Amboise

A partir de fevereiro, a experiência de visitar ao Castelo Real de Amboise será ainda mais completa. A novidade é o Histopad, um dispositivo supermoderno que reconstituirá os aposentos e a decoração do castelo, na época do Renascimento, em 3D. Cenas da vida da corte francesa também serão recriadas. Durante o ano, o local ainda realizará eventos como bailes e concertos. 

La Chambre de Catherine de Médicis
2 janeiro a 31 dezembro 
Domínio de Chaumont-sur-Loire

A rainha Catherine de Médicis foi a dona do Domínio de Chaumont-sur-Loire entre os anos de 1550 e 1560. Agora, em 2019, em um evento intitulado "La Chambre de Catherine de Médicis", será revelada aos visitantes a sala que recebeu o nome, justamente, de Catherine de Médicis. O espaço foi inteiramente restaurado e alguns dos destaques são as tapeçarias antigas à mostra. Impossível falar do Domínio de Chaumont-sur-Loire sem citar, também, o Festival Internacional dos Jardins, que acontece anualmente no castelo, desde 1992, e reúne trabalhos de paisagismo de todo o mundo em cerca de três hectares de seus jardins.

Tributo a Leonardo da Vinci - exposição de arte contemporânea
1° abril a 3 novembro 
Castelo de Rivau 

Mesmo cerca de 500 anos após o seu surgimento, parte dele no Vale do Loire, o Renascimento ainda influencia diversos seguimentos das artes e suas produções hoje em dia. Pensando nisso, o Castelo do Rivau realizará uma exposição tributo a Leonardo da Vinci. A mostra reunirá cerca de 30 obras de arte contemporânea inspiradas nos trabalhos de Da Vinci. Todos os formatos abordados pelo italiano, com a interpretação de artistas atuais, estarão lá: autorretrato, retrato feminino, maquinaria, tapeçaria, anatomia, pintura histórica, códice (manuscritos em madeira) e pintura de paisagem. Entre os artistas expostos estarão o argelino Adel Abdessemed, os franceses Nicolas Darrot e Laurent Grasso, além das italianas Giulia Andreani e Antonella Bussanich.

A partir de fevereiro, durante as visitas o Castelo Real de Amboise proporcionará um dispositivo que reconstituirá os aposentos e decoração do castelo, na época do Renascimento, em 3D

Grupo Especial Teresa Perez EPIC Nos Passos de Da Vinci
A Teresa Perez também não quis deixar passar em branco os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci. De 26 de março a 5 de abril, vamos percorrer os seus passos: do nascimento, em Florença, na Itália, passando pela também italiana Milão, onde sua obra foi reconhecida pela corte de Ludovico Sforza, ao Vale do Loire, região escolhida pelo artista para passar seus últimos dias. O Grupo Especial Teresa Perez EPIC Nos Passos de Da Vinci  contará com guias especializados, profissional Teresa Perez falando português e hospedagem em hotéis como o Rocco Forte Hotel Savoy, em Florença, Hotel Principe di Savoia Milano, em Milão, Domaine De La Tortinière, em Veigné, e Park Hyatt Paris-vendôme, em Paris.

Para ficar por dentro:
http://teresaperez.com.br/editorial/essencia/grupo_especial_nos_passos_de_da_vinci/54133

0 Comentário