Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Nova York artsy

18/03/2019

Talvez apenas Londres e Paris sejam páreo para Nova York no calendário artsy. E não importa se é a décima ou a primeira visita à cidade, a sensação em Nova York é de que sempre há muito mais para ser visto e vivido. Todo o tempo do mundo não seria suficiente para visitar seus cafés e restaurantes, suas galerias e museus e seus teatros e cinemas, que se reinventam no mesmo ritmo frenético que dita o dia a dia dos nova-iorquinos. Vanguardista, inovadora e ousada, a “esquina do mundo” tem vocação para lançar tendências de moda, comportamento e artes. Para quem deseja atiçar os sentidos, o cenário de concreto e as luzes de Nova York, ainda que pareçam improváveis, são fontes infalíveis de inspiração.

Confira 5 exposições de arte em cartaz na capital do mundo. 

 

Tensões Implícitas: Mapplethorpe Agora
Até 10 de julho e de 24 de julho a 5 de janeiro de 2020
Museu Guggenheim

Transgressor e já clássico, o fotógrafo Robert Mapplethorpe (1946-1989) tornou-se um ícone cultural. Um dos artistas americanos mais aclamados pela crítica do final do século 20, Mapplethorpe é amplamente conhecido por imagens ousadas que deliberadamente transgridem os costumes sociais e pelos debates de censura que ocorreram em torno de seu trabalho nos Estados Unidos no final dos anos 80 e início dos anos 90. Em 1993, o museu Guggenheim recebeu um generoso presente – cerca de 200 fotografias e objetos da Fundação Robert Mapplethorpe, iniciando a coleção de fotografias do museu. É esse riquíssimo material o mote da exposição em cartaz até janeiro de 2020. 

Dividida em duas partes temáticas, a exposição concentra na primeira parte em cartaz até 10 de julho, as antigas Polaroids, colagens, fotografias de nus masculinos e femininos, retratos de artistas, celebridades e conhecidos. A segunda parte das Tensões Implícitas (24 de julho de 2019 - 5 de janeiro de 2020) abordará o complexo legado de Mapplethorpe no campo da arte contemporânea. Uma seleção focada de suas fotografias estará à vista ao lado de obras de artistas da coleção do Guggenheim, incluindo Rotimi Fani-Kayode, Lyle Ashton Harris , Glenn Ligon , Zanele Muholi , Catherine Opie e Paul Mpagi Sepuya.

A obra do transgressor Robert Mapplethorpe em cartaz no Guggenheim (Foto Guggenheim / Divulgação)

Frida Kahlo: as aparências podem enganar
Até 20 de maio
Brooklyn Museum

O Brooklyn Museum segue até 20 de maio com uma grande mostra sobre a artista mexicana Frida Kahlo (1907-1954), uma das mais celebradas pintoras latino-americanas do século 20 e grande nome do modernismo no México. A exposição reúne não só obras da artista, entre pinturas e desenhos, mas também objetos pessoais, roupas, fotografias e vídeos. É a primeira vez que peças expostas na Casa Azul, na Cidade do México – onde Kahlo morou toda a vida – podem ser vistas nos Estados Unidos. 

Para além de sua produção artística, a pintora ficou conhecida por sua atuação política de esquerda, por sua relação com o movimento pela igualdade de gênero e pelas histórias de seu casamento. 


Joan Miró: Nascimento do Mundo
Até 15 de junho
MoMA 

A partir da coleção inigualável do MoMA na obra de Miró, ampliada por vários empréstimos-chave, a exposição situa a obra O nascimento do mundo em relação a outros grandes trabalhos do artista. Cerca de 60 pinturas, obras em papel, gravuras, livros ilustrados e objetos - feitos principalmente entre 1920, ano da primeira viagem de Miró a Paris, e no início dos anos 1950, quando sua linguagem visual única tornou-se renomada internacionalmente - para lançar nova luz sobre o desenvolvimento de seu processo poético e criativo. 

Nobody Promised You Tomorrow: Art 50 Years After Stonewall
De 3 de maio a 8 de dezembro 
Brooklyn Museum

Em 2019, comemora-se os 50 anos da Revolta de Stonewall - um confronto de seis dias entre policiais e civis incendiado por uma invasão de rotina no Stonewall Inn, um bar gay em Nova York - e explora seu legado dentro da arte contemporânea e cultura visual hoje. O título da mostra faz alusão às palavras da artista transgênera e ativista Marsha P. Johnson, ressaltando a precariedade e a vitalidade das comunidades LGBTQ +. A exposição apresenta 22 artistas LGBTQ + nascidos depois de 1969 cujos trabalhos lidam com as condições únicas do nosso tempo político e questionam como os momentos se tornam monumentos. Fazem parte da mostra nomes como Mark Aguhar, Felipe Baeza, Morgan Bassichis, David Antonio Cruz, Amaryllis DeJesus Moleski, John Edmonds, Mohammed Fayaz, Camilo Godoy, Jeffrey Gibson, Hugo Gyrl, Juliana Huxtable, Rindon Johnson, Elektra KB, Linda LaBeija, Park McArthur, Elle Pérez, LJ Roberts, Terça-feira Smillie, Turmalina, Kiyan Williams, Sasha Wortzel e Constantina Zavitsanos. 


Tolkien: Criador da Terra Média
Até 12 de maio
Morgan Library & Museum

Uma exposição com fotografias, ilustrações, mapas, manuscritos, artefatos e desenhos originais do criador do "O Senhor dos Anéis", JRR Tolkien, está a caminho do The Morgan Library & Museum este mês. Trata-se da maior coleção de material de Tolkien já reunida nos Estados Unidos. Os 117 itens são itens emprestados do Tolkien Archive nas Bibliotecas Bodleian em Oxford, nas Bibliotecas da Marquette University, em Milwaukee, e em outros credores privados.

Onde ficar

 

The Pierre New York
O Hotel The Pierre está localizado na quinta avenida, e oferece impressionantes vistas para o Central Park. Inicialmente aberto na década de 1930, então com 700 acomodações, o hotel passou por várias reformas e hoje possui apenas 189 quartos, sendo 49 suítes decoradas em estilo clássico. O Le Caprice é filial do restaurante de mesmo nome em Londres, e serve culinária europeia contemporânea. O Spa pertence à rede indiana Jiva Spa e realiza tratamento revigorantes para o corpo e a mente.

 

The Plaza
Em uma das melhores localizações de Nova York, na Quinta Avenida com a Central Park South está o renomado hotel The Plaza. Seus ambientes têm estilo tradicional clássico, porém com toque contemporâneo. A maioria dos quartos possui uma pequena cozinha, enquanto as suítes têm à disposição serviços de mordomos 24 horas. Uma das principais atrações é o primeiro Caudalie Vinotherapie Spa fora da Europa.

0 Comentário